Prevenção de acidentes com máquinas e equipamentos

5 dicas para prevenir acidentes com máquinas e equipamentos

Os trabalhos que exigem uso de máquinas e equipamentos são cercados de muitos riscos. Preveni-los é essencial, a fim de evitar acidentes de trabalho, os quais prejudicam a saúde do trabalhador, os resultados da empresa, bem como sua reputação.

Só para exemplificar, cerca de 88 a 92% dos acidentes de trabalho acontecem por erros humanos em falhas operacionais.

Dessa forma, percebe-se que a melhor maneira de reduzir acidentes é adotando medidas preventivas.

Por isso, neste artigo coloquei 5 dicas para prevenir acidentes com máquinas e equipamentos de trabalho. Você irá encontrar nesta leitura:

  • Norma Regulamentadora
  • Erros comuns que levam a acidentes
  • 5 dicas para prevenir acidentes

Norma Regulamentadora

Os parâmetros de segurança com máquinas e equipamentos são regulamentados pela NR 12. Essa norma regulamentadora é responsável por definir as referências técnicas, os princípios fundamentais e as medidas de proteção.

Através dessas medidas, é possível garantir a integridade e saúde física dos colaboradores. Entretanto, essa norma não define um guia explicativo do que deve ser aplicado.

Assim, cada projeto deve ser avaliado conforme seu contexto em relação aos riscos. Sendo que cabe tanto a empresa, quanto aos trabalhadores garantir que atitudes preventivas sejam executadas.

Erros comuns que levam a acidentes

Como já disse, os principais motivos dos acidentes de trabalho são ocasionados por falhas humanas. Veja os principais erros cometidos:

– Acessar áreas de risco;

– Falta de comunicação;

– Não monitorar máquinas;

– Não uso (ou uso incorreto) de EPIs;

– Utilizar os equipamentos de maneira incorreta.

Portanto, é fundamental que todos os envolvidos tenham atitudes que minimizem os riscos. Acompanhe, no próximo tópico, 5 dicas para prevenir acidentes com máquinas e equipamentos.

5 dicas para prevenir acidentes

  1. Faça inspeção do maquinário

As máquinas e os equipamentos utilizados precisam passar por inspeção diariamente. Com essa medida, é possível verificar falhas técnicas, desgastes ou qualquer necessidade de manutenção ou reposição de material.

Uma excelente forma de manter essa rotina, é elaborando um checklist de segurança com os fatores que precisam ser inspecionados.

  1. Eduque os profissionais

Certamente, a informação é um dos principais caminhos para optar por atitudes corretas. Por isso, invista na capacitação de seus profissionais quanto a utilização do maquinário. Não só os que operam, mas todos os envolvidos nas atividades.

Dessa maneira, vão entender como se posicionar, como se comportar no ambiente e conseguir ter o olhar analítico para construir um ambiente de trabalho mais seguro.

  1. Priorize os EPIs

Os Equipamentos de Proteção Individuais são fundamentais para “minimizar o impacto dos acidentes”. Assim, toda equipe precisa estar munida deles. E não basta só tê-los, mas também os utilizar de maneira adequada.

Sem falar que é preciso que todos os EPIs estejam em perfeitas condições, para que seja mantida a eficácia.

  1. Elimine pontos cegos

Fazer o mapeamento de pontos cegos na operação de máquinas e equipamentos é outra estratégia de segurança.

Com o mapeamento, os colaboradores poderão posicionar operadores para guiar as máquinas, sensores para evitar o trânsito em locais proibidos, além de manter a cautela em locais de riscos, como ladeiras e pontos íngremes.

  1. Respeite as indicações de uso

Por fim, minha última dica é respeitar as instruções das máquinas e equipamentos. Siga corretamente as indicações de peso, período para manutenção ou troca de peças para evitar acidentes.

Gostou desse conteúdo? Continue acompanhando meu blog e aproveite para ver mais assuntos relacionados com saúde e segurança do trabalho.

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!



    ,
    Formação de CIPA: descubra quantos cipeiros sua empresa precisa
    Dinâmicas de grupo: quais as principais razões para usá-las

    Posts relacionados

    2 Comentários. Deixe novo

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir

    Menu