como evitar o acidente de trabalho

Acidente de trabalho: motivos para praticar a prevenção

As medidas protetivas são procedimentos importantes para resguardar a saúde e a segurança dos trabalhadores e, assim, prevenir um acidente de trabalho. Além disso, elas também protegem a empresa de prováveis penas por irregularidades preventivas.

Diante disso, a prevenção dos acidentes de trabalho é formada por várias ações com o intuito de impedir possíveis ocorrências que podem causar a perda da capacidade para o trabalho ou até mesmo o óbito do colaborador.

Sendo assim, no artigo de hoje, o Cipinha vai trazer os principais motivos para fazer a prevenção dos acidentes de trabalho e ficar livre dessas ocorrências. Então, acompanhe-nos nessa leitura até o final para conferir! Vamos lá?!

O que é acidente de trabalho?

Acidente de trabalho é aquele que acontece com o funcionário durante o exercício do seu cargo ou função, estando relacionado, direta ou indiretamente, com as suas atividades profissionais.

Com isso, ele pode causar perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade de exercer o trabalho ou levar ao óbito. Alguns exemplos de acidentes de trabalho são:

  • Choques elétricos;
  • Quedas;
  • Acidentes com máquinas ou ferramentas;
  • Traumas mecânicos;
  • Fraturas;
  • Lesões por Esforços Repetitivos (LER).

Desse modo, existem alguns profissionais que estão mais suscetíveis a sofrer um acidente de trabalho, tais como: médicos, vidraceiros, mecânicos, digitadores, pedreiros e eletricistas.

Por que é importante prevenir um acidente de trabalho?

De acordo com os dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de 5 mil funcionários morrem em todo o mundo diariamente, por conta de acidentes de trabalho.

No caso do Brasil, acontecem, aproximadamente, 300 mil acidentes de trabalho no ano. O que é uma situação de grande alerta. Sem contar que, quando o assunto são os óbitos de empregados em seu exercício de trabalho, o país pode chegar a 3 mil mortes por ano.

Por conta disso, existe uma grande necessidade de maiores investimentos na prevenção de acidentes de trabalho. Pois, somente assim é possível combater essa triste situação que tem sido cada vez mais frequente dia após dia.

Sendo assim, os processos para a prevenção de acidentes precisam ser atualizados com frequência, ou seja, é altamente recomendado uma melhoria contínua

Isso porque, podem existir novos riscos e, consequentemente, outros métodos preventivos devem ser aplicados. De todo modo, investir na prevenção de acidentes tem as seguintes vantagens:

  • Ambiente seguro para todos;
  • Funcionários satisfeitos;
  • Ambiente organizacional eficaz;
  • Gerenciamento dos riscos;
  • Diminuição de custos acidentais;
  • Planejamento adequado para lidar com imprevistos;
  • Maior credibilidade da empresa perante ao mercado.

Portanto, atribuir investimentos para a prevenção de acidentes de trabalho trará benefícios tanto para os empregados quanto para as organizações. Uma vez que, ao minimizar ou eliminar os riscos ocupacionais, os gastos também são reduzidos.

Quais são os malefícios de não fazer a devida prevenção?

Ao analisarmos os custos envolvidos no caso de um acidente de trabalho, podemos compreender que a empresa terá um gasto bastante elevado para arcar com as despesas do colaborador acidentado. Tais como:

  • Transporte do funcionário acidentado;
  • Contratar um empregado temporário;
  • Troca de materiais que foram danificados no acidente;
  • Indenização ao colaborador;
  • Processo de reabilitação.

No entanto, todos esses custos conseguem ser evitados quando as medidas de prevenção de acidentes são feitas de forma eficaz e contínua.

Além do mais, não podemos esquecer que um funcionário saudável é sinônimo de maior produtividade, dedicação, motivação, satisfação e, consequentemente, melhores resultados para a empresa.

Como praticar a prevenção contra um acidente de trabalho

Precisamos destacar que para prevenir os acidentes de trabalho, é necessário que haja um planejamento efetivo para a criação e execução das medidas preventivas.

Com isso, o primeiro passo a se fazer é identificar todos os riscos ocupacionais que o ambiente de trabalho oferece.

Após isso, deve-se implementar medidas de prevenção, como por exemplo: fornecimento de EPIs, promoção de campanhas e treinamentos relacionados a saúde e segurança do trabalhador e inspeções.

Todavia, é importante lembrar que essas medidas podem depender diretamente do tipo de atuação exercida na empresa, do local de trabalho e das tecnologias empregadas no processo industrial.

Além do mais, o foco da prevenção deve estar sempre no colaborador. Portanto, é fundamental que ele também tenha clareza do porquê ele deve utilizar os itens de segurança e qual é o uso correto.

Então, agora que você já está por dentro dos motivos para se praticar a prevenção contra acidentes de trabalho, continue aprendendo ainda mais, veja outros artigos no meu blog!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Pesquisar

, ,
Prevenção de acidentes: como garantir a segurança dos trabalhadores
Acidentes de trabalho: como a tecnologia ajuda na prevenção

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir