Qual o papel da CIPA dentro das empresas?

CIPA: qual a importância e o seu papel dentro das empresas?

A preocupação com a saúde e com as causas de acidentes, no ambiente de trabalho, tem ganhado cada vez mais destaque.

Essa é uma discussão que merece atenção, sobretudo no Brasil, já que a colocação do país está em 2º do G20 com maior taxa de mortalidade, por acidentes de trabalho.

Dados como esse reforçam a importância de iniciativas e discussões que busquem minimizar os riscos de acidentes, bem como de fortalecer estratégias para a promoção da saúde dos colaboradores.

Nesse contexto, a CIPA desempenha um papel fundamental nas empresas, sendo uma das principais responsáveis pelo fomento da saúde e segurança no trabalho.

Mas você sabe qual o papel da CIPA dentro das empresas? Entende como ela é fundamental na prevenção de riscos? Então, continue a leitura e veja porquê a CIPA desempenha papel essencial nas organizações, através dos seguintes tópicos:

  • CIPA: o que é
  • Principais atividades
  • NR5
  • Papel e vantagens da CIPA nas empresas
  • Como criar a CIPA e conscientizar os colaboradores

CIPA: o que é

A sigla CIPA é a abreviação de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Essa comissão é constituída pelos próprios funcionários da empresa, para atuar, de maneira voluntária, na prevenção e manutenção da saúde.

A comissão é obrigatória para todas as empresas que possuam mais de 20 funcionários. Entretanto, mesmo as que não precisam ter a CIPA, estão obrigadas a ter pelo menos uma pessoa responsável por promover estratégias de segurança.

Dessa forma, a CIPA funciona como um comitê, formado por representantes dos funcionários e da empresa, com o objetivo de prevenir os acidentes e as doenças relacionadas ao trabalho.

Por isso, possui atividades fundamentais para garantir o equilíbrio entre o trabalho, a saúde e a vida dos trabalhadores. Veja quais são as atividade, no próximo tópico.

Principais atividades

O intuito principal das atividades realizadas pela CIPA é evitar doenças ocupacionais que levem ao afastamento dos funcionários. Além disso, a comissão visa manter o ambiente das empresas inspecionado, de maneira mais segura possível.

Assim, as principais atividades da CIPA consistem em:

– Verificar e expor as condições de risco;

– Realizar vistorias rotineiras nos setores, para indicar melhorias;

– Fazer o pedido ao SESMT de interrupção de atividades quando existirem riscos urgentes à saúde dos profissionais;

– Fomentar acidentes ocorridos, discutindo medidas preventivas;

– Orientar os colaboradores;

– Promover a Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT).

NR5

A NR5 é a Norma Regulamentadora da CIPA, a qual estabelece certas obrigatoriedades para o seu funcionamento.

Por isso, a comissão deve ter reuniões mensais, no horário do expediente, com a finalidade de discutir questões relacionadas ao funcionamento da CIPA e para analisar os dados de inspeções feitas. Caso ocorram situações urgentes, podem ser realizadas outras reuniões.

Nos encontros, as decisões devem ser tomadas em conjunto e, não havendo um consenso, devem haver votações registradas em atas, para conferência.

Papel e vantagens da CIPA nas empresas

A CIPA tem o papel fundamental de garantir que seja implementada uma política de prevenção de riscos nas empresas. Essa iniciativa proporciona a melhoria contínua da segurança.

Tudo isso, através das inspeções e análises realizadas, promovendo a correção de falhas previamente, resultando em um menor número de acidentes, em menos funcionários afastados por doenças e melhor desempenho dos colaboradores.

Vale ressaltar que, essas atividades estão previstas em lei. Ou seja, ao implementá-las, a empresa garante maior conformidade com a justiça do trabalho, além de uma melhor credibilidade no mercado.

Como criar a CIPA e conscientizar os colaboradores

Por mais que se fale em segurança, entender sobre ela funciona muito mais com a participação da equipe. Devido a isso que a CIPA consegue resultados positivos.

Para criar a CIPA, é importante verificar o número de membros necessários, de acordo com o número de colaboradores da empresa.

O processo para membros e representantes é feito através de eleições. Sendo que tais membros devem receber treinamento específico, a fim de entender as responsabilidades.

Portanto, promova a segurança em seu negócio, evite improdutividade e custos desnecessários.

Fique por dentro dos assuntos que ajudam a promover a saúde e segurança do trabalho, assine meu newsletter e receba os artigos em primeira mão!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!



    , , ,
    Post anterior
    Maio Amarelo: qual a verdadeira história por trás do movimento?
    Próximo post
    Técnico de Segurança do Trabalho: qual a importância para as empresas?

    Posts relacionados

    Deixe um comentário, juntos aprendemos mais!

    Menu