O que é o movimento Maio Amarelo

Maio Amarelo: qual a verdadeira história por trás do movimento?

Uma das principais causas de morte no mundo são os acidentes no trânsito. Entre as causas mais comuns, podemos destacar velocidade incompatível com as vias, desobediência às regras de trânsito, falta de atenção e consumo de drogas lícitas ou ilícitas.

No entanto, na maioria dos casos os motivos se resumem à imprudência do condutor, que negligencia cuidados essenciais para evitar mortes ao dirigir.

Para exemplificar, em 2019 o Ministério da Saúde divulgou 40.721 indenizações por mortes e 235.456 por invalidez, decorrentes de acidentes de trânsito.

Devido a números tão alarmantes, o movimento Maio Amarelo surgiu para chamar a atenção de toda sociedade, para a quantidade de feridos e mortos no trânsito mundialmente.

A campanha internacional teve iniciativa brasileira e busca potencializar a reflexão sobre os riscos, que podem ser evitados com ações de proteção a vida.

Esse é um tema de extrema relevância, a fim de conscientizar a população. E você, sabe do que trata o Maio Amarelo? Qual a história por trás do movimento e quais ações ele mobiliza? Saiba tudo conferindo este conteúdo:

  • Por que o mês de maio e como surgiu o movimento?
  • Qual a relevância da campanha?
  • Ações do movimento
  • Como você pode colaborar

Por que o mês de maio e como surgiu o movimento?

O movimento Maio Amarelo foi criado em 11 de maio de 2011 em Indaiatuba (SP). Lançada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, a campanha trata-se de uma ação multissetorial, a qual envolve todos os segmentos sociais.

A inciativa teve como base a Assembleia-Geral das Nações Unidas, que em março de 2010 editou uma resolução definindo de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”.

Esse documento foi feito alicerçado em um estudo da Organização Mundial das Nações Unidas (ONU), o qual indicou cerca de 1,3 milhão de mortes por acidentes de trânsito em 178 países, em 2009.

Assim, esse mês foi escolhido para a campanha por ter sido o mesmo em que a ONU publicou a resolução – em 11 de maio de 2011.

A primeira edição do Maio Amarelo ocorreu em 2014 e, hoje, já conta com o apoio de 23 países participantes.

Qual a relevância da campanha?

A resolução da ONU apontou uma média de três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas, colocando os acidentes de trânsito como a nona maior causa de mortes no mundo.

Embora o levantamento tenha sido de 2009, os números de óbitos devido a acidentes de trânsito continua sendo preocupantes, pelo que apontam as pesquisas.

Isso mostra como é essencial mobilizar toda a sociedade para refletir e entender, que atitudes imprudentes resultam em riscos que podem levar a perda da vida.

E essa não é uma discussão restrita aos motoristas, mas condiz a todo cidadão que necessita adotar práticas seguras, seja ele condutor ou pedestre.

Ações do movimento

O movimento Maio Amarelo efetua ações coordenadas entre a sociedade e o poder público. Dessa maneira, o movimento busca atingir o maior número de pessoas e organizações possíveis.

O objetivo do Maio Amarelo é colocar em pauta o tema trânsito e todos os problemas que ocorrem nele, para a sociedade.

Dessa forma, as ações estimulam a participação do governo, entidades ligadas ao trânsito, ou não, e empresas.

Por isso, as ações acontecem em escolas, empresas, nas ruas, organizações etc. O foco nas empresas são as palestras e debates para incentivar a conscientização.

Como você pode colaborar

É importante lembrar que ações como essas merecem a mobilização de toda sociedade, pois visa proteger vidas, muitas delas de pessoas próximas.

Logo, independentemente de como você atua e se locomove no trânsito, lembre que existem regras, seja para pedestres, ciclistas, passageiros ou condutor.

Vale ressaltar que o papel da sociedade também está em cobrar das autoridades condições de qualidade nas vias, sinalizações efetivas e medidas que ajudem a contribuir com a prevenção.

Com certeza, o esforço individual de cada um contribui bastante para a realidade que desejamos de um trânsito seguro.

Gostou desse conteúdo? Acompanhe posts relacionados no meu blog.

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!



    , , ,
    Post anterior
    Quais as vantagens de investir em saúde e segurança do trabalho?
    Próximo post
    CIPA: qual a importância e o seu papel dentro das empresas?

    Posts relacionados

    Deixe um comentário, juntos aprendemos mais!

    Menu