o que é Maio amarelo

Maio amarelo: qual o significado da campanha?

Com certeza você já ouviu falar do Setembro Amarelo, um movimento social que visa alertar a população do alto índice de suicídios existentes. Mas e sobre o Maio Amarelo? Você já ouviu falar?

Este movimento também é uma campanha de conscientização. O seu objetivo é alertar a população sobre a quantidade considerável de mortos e feridos em acidentes de trânsito ao longo de todo o mundo.

Para que o movimento tenha a adesão da sociedade, o Poder Público atua em conjunto com as pessoas, buscando dar voz ao Maio Amarelo e, assim, aumentar a segurança em vias públicas.

São diversos os órgãos públicos e privados que participam do movimento. Desde entidades de classe (principalmente aquelas ligadas à segurança no trânsito, por óbvio) até associações e federações, todos se unem em prol de um mesmo objetivo.

No site do governo, o tema da campanha é bem visível: “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas. O objetivo é alertar os motoristas sobre o risco da direção inconsequente e, com isso, buscar aumentar a segurança de outros motoristas e de pedestres.

O motivo do movimento

Você pode estar se perguntando se realmente é necessário uma movimentação de tantas áreas da sociedade por conta deste tema. Pois bem, para entender a relevância do tema, é importante analisar alguns dados.

Em 2019, os órgãos oficiais registraram uma média de 30 mil vidas perdidas somente em acidentes de trânsito. Em 2020, o número se manteve. Apenas no Brasil, 30.168 pessoas tiveram como causa do óbito um acidente de trânsito.

O número em 2020 foi ainda um pouco menor do que o de 2019. Muito provavelmente por conta do isolamento social, que aconteceu em peso nos primeiros meses da pandemia do novo coronavírus. Ainda assim, o número é impressionante.

Se contarmos ainda o número de feridos nesses acidentes, o número chega a ser assustador. Esses dados são mais difíceis de encontrar, vez que nem todos os acidentes levam à hospitalização (felizmente).

Para além do aspecto de segurança, a busca pela diminuição dos números de acidente é uma forma de diminuir os gastos do Poder Público.

Afinal de contas, quando ocorre um acidente e um indivíduo é levado para uma unidade básica de saúde, há uma série de custos estatais voltados para a recuperação de saúde do ferido.

Essa situação é ainda mais grave quando pensamos num caso de superlotação de leitos, como vimos recentemente na pandemia de COVID-19 que assolou o mundo nos últimos anos.

Tivemos sorte de a vacina ter sido desenvolvida em tempo hábil, mas mesmo assim vimos o quanto a superlotação em unidades de saúde pode ser destrutiva aos cidadãos. Quanto menos motivos levam as pessoas aos hospitais, melhor para toda a população.

Por que em maio? E por que a cor amarela?

Em maio de 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas editou uma resolução decretando a Década de Ações para a Segurança no Trânsito. Essa década, de acordo com o órgão internacional, seria o período entre 2011 e 2020.

Essa determinação foi o resultado de um estudo da OMS (Organização Mundial de Saúde), que havia contabilizado em 2009 mais de um milhão de mortes por acidentes de trânsito nos países afiliados.

Em homenagem ao mês em que a resolução foi editada, surge o movimento Maio Amarelo em 2014. A escolha da cor remete ao semáforo, cuja cor amarela corresponde a atenção.

A atitude, que partiu de uma ação coordenada envolvendo tanto o Poder Pública quanto a iniciativa privada e a sociedade civil, tem por objetivo discutir o tema da segurança viária e, com isso, visa diminuir o número de acidentes e, consequentemente, mortes no trânsito.

Conclusão

Agora você já conhece o significado da campanha Maio Amarelo. E esperamos que tenha compreendido a importância de discutir o tema, tendo em vista as consequências (muitas vezes fatais) que um acidente de trânsito pode gerar.

Sendo assim, é importante saber que todo movimento é válido. Seja mediante fitinhas que simbolizam a campanha, ou participando de cursos a respeito de bom comportamento no trânsito, qualquer participação com esse objetivo é válida.

No fim do dia, ninguém pode mudar o mundo sozinho. Mas um conjunto de pessoas atuando por um mesmo ideal, buscando resolver um problema real como o que estamos enfrentando, com certeza consegue melhores resultados.

Para esse e outros assuntos, continue acompanhando as nossas informações no blog do CIPINHA. Até mais!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

, ,
Percepção de Riscos: Motivos para capacitar os trabalhadores
Cenários de emergência: sua empresa está pronta para lidar com eles?

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu