O que é Mapa de risco

Mapa de risco: o que não pode faltar para elaborá-lo?

A Norma Regulamentadora 5 (NR-5) estabelece os parâmetros e regras da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), tendo como objetivo a prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, garantindo assim, um ambiente seguro aos trabalhadores. Sendo assim, a NR-5 determina que o Mapa de Risco é obrigatório para qualquer ambiente laboral que ofereça perigo aos trabalhadores e visitantes, garantindo assim a segurança das pessoas que circulam pelo local e o bom funcionamento do ambiente de trabalho.

Continue a leitura do artigo e entenda o que é um mapa de risco, seus objetivos e como elaborá-lo!

O que é o Mapa de Risco?

O Mapa de Risco é uma ferramenta que tem como objetivo principal identificar e apontar onde estão os ricos da empresa para todos – podendo representar a área total da empresa ou exposto de forma setorizada. Tal recurso garante o bem-estar dos trabalhadores e do bom andamento dos processos produtivos, permitindo com que os trabalhadores tenham noção da existência e localização dos períodos no ambiente de trabalho, tomando um cuidado maior. Para que todos os funcionários consigam compreender, a linguagem do Mapa de Risco é padronizada – sendo classificados em níveis e tipos de risco.

Quais os níveis e tipos de risco existentes?

Os níveis de risco são representados por círculos e podem ser classificados em 3 níveis, são estes:

– Pequeno: local que possui um risco pequeno ou médio, desde que já controlado.

– Médio: local com risco relevante, mas que pode ser controlado

– Grande: local com alto risco que pode causar morte, mutilação ou gerar doenças. Além disso, é um risco que não pode ser controlado ou reduzido.

Além dos níveis, os Mapas de Risco também são compostos pelos tipos de risco – que são representados por cores -, são estes:

– Risco físico – representado pela cor verde, o risco físico tem como agente: ruídos, vibrações, radiações, umidade, pressões anormais, calor e frio.

– Risco químico – representado pela cor vermelha, o risco químico tem como agentes: poeiras, substâncias químicas em geral, vapores, neblinas, gases e fumos.

– Rico biológico – representado pela cor marrom, o risco biológico tem como agentes: protozoários, bacilos, parasitas, bactérias, fungos e vírus.

– Risco ergonômico – representado pela cor amarela, o risco ergonômico tem como agentes: levantamento e transporte manual de peso, postura inadequada, esforço físico intenso, jornada prolongada e entre outros.

– Acidentes – representado pela cor azul, os acidentes têm como agentes: arranjo físico inadequado, ferramentas inadequadas, iluminação inadequada, risco de incêndio ou explosão, máquinas ou equipamentos sem proteção e entre outros.

Quem é o responsável pela elaboração do documento?

De acordo com a NR 5, o Mapa de Risco deve ser elaborado pela CIPA e orientado pelo Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho SESMT. Entretanto, as organizações que não possuem uma CIPA, elas podem contratar um serviço terceirizado de uma empresa capacitada para elaborar este documento.

Como elaborar o mapa de risco?

A elaboração do documento é um processo que exige dos profissionais que o elaboram um aprofundamento de cada detalhe da empresa e deve também envolver os trabalhadores que executam as atividades laborais. Sendo assim, a criação de um mapa de risco deve seguir a seguinte estrutura:

  1. Conhecimento de todos os riscos existentes
  2. Divisão dos ambientes da empresa
  3. Especificar os riscos existentes
  4. Estabelecer algumas medidas de prevenção
  5. Criação do mapeamento
  6. Aprovação do mapeamento por toda equipe da CIPA e pelos gestores dos setores avaliados
  7. Fixação do Mapa em um local que todos tenham acesso

Como o Cipinha pode te ajudar nesse processo?

O Cipinha é um personagem animado, também conhecido por ser o amigo da Segurança do Trabalho, que preza pelo bem-estar e segurança dos trabalhadores.

Ele promove de forma lúdica e criativa conceitos com o intuito de gerar conscientização sobre temas importantes do universo SST. Ele é um aliado dos Engenheiros e Técnicos de Segurança do Trabalho, Membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CIPA), Líderes e Gestores.

Você pode encontrá-lo em várias redes sociais, onde ele abordará temas que envolvam a prevenção de acidentes de trabalho e saúde do trabalhador. Sendo assim, ele é uma ótima fonte de informação para você ficar por dentro do universo do SST, garantindo assim, a conscientização do que é importante prezar em um ambiente de trabalho.

Siga-o nas redes sociais, visite o nosso blog e fique por dentro de tudo!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Pesquisar

Cultura de segurança, Mapa de Risco, Prevenção de acidentes
Descarte de EPIs: aprenda como e quando fazer da maneira correta!
Síndrome de Burnout: como o trabalho influencia diretamente nela?

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir