Massoterapeuta: profissional vital na promoção da saúde ocupacional

Massoterapeuta: profissional vital na promoção da saúde ocupacional

A busca por qualidade de vida e bem-estar no ambiente de trabalho tem impulsionado a valorização da implementação de profissionais de saúde como parte da equipe. Sendo um deles o massoterapeuta, ainda pouco conhecido, porém crucial.

A massoterapia faz parte das práticas integrativas complementares, ofertadas pelo próprio SUS, que, apesar de não substituírem as práticas tradicionais do cuidado, são abordagens terapêuticas que previnem doenças/lesões e promovem a recuperação de forma a integrar ser humano, meio e sociedade.

No universo da segurança e saúde no trabalho, ela vem ganhando destaque na promoção do equilíbrio entre corpo e mente, assim como na redução de lesões osteomusculares- muito frequentes nesse ambiente.

Esses dois fatores são o que o empregador e o empregado mais procuram – que possibilitarão, com a promoção da saúde ocupacional, o aumento da produtividade, bem-estar no local de trabalho e diminuição da rotatividade.

Se você ainda não compreende totalmente a importância profissional do massoterapeuta, este artigo explora os benefícios que os massoterapeutas proporcionam, especialmente no contexto da segurança e saúde no trabalho.

O que é a massoterapia?

O Glossário Temático- Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, define a massoterapia como:

Prática terapêutica que envolve a aplicação de técnicas manuais sobre os tecidos externos do corpo visando melhorar o funcionamento do organismo como um todo, em decorrência da combinação de fatores mecânicos, fisiológicos e psicológicos.

A partir disso, pode-se imaginar que a massoterapia, ao contrário do que muitos pensem, diverge da simples massagem – aplicada por um massagista.

A massagem vem se popularizando cada vez mais, sendo ofertadas em ambientes de lazer e mais divulgada através de cursos e spa, proporcionando o alívio de tensões musculares, relaxamento, aumento da circulação sanguínea e uma série de benefícios.

Já quando se trata da massoterapia, os mesmo resultados podem ser alcançados, mas ela extrapola esse campo. Através da utilização de diversas técnicas terapêuticas, dá foco à prevenção e trata o paciente de forma holística.

Assim, ela transcende a mera aplicação de massagens relaxantes, o que já seria extremamente positivo, mas também atua de maneira eficaz na saúde geral dos pacientes.

Além disso, é realizada por profissionais especializados – os massoterapeutas – que lidam com o sistema neuro-músculo-esquelético e saberão de fato tratar um problema de saúde.

Técnicas terapêuticas empregadas pela massoterapia

As técnicas terapêuticas são, na verdade, diferentes tipos de massagem, porém, os massoterapeutas as utilizam de maneira integrada, de acordo com a avaliação das necessidades específicas de cada cliente e considerando seus aspectos físicos, emocionais e energéticos.

São diversas as técnicas que podem ser escolhidas por esse profissional, entre elas: de effleurage/deslizamento, compressão, linfática, percussão, fricção, vibração/agitação e as de trabalho corporal.

Benefícios proporcionados pela técnica

Quando se trata de massagem, já pensamos automaticamente em relaxar, e, para isso, preexiste o estresse. Como tudo, quando em excesso ele pode causar inúmeros malefícios, gerando impactos a todos os sistemas do corpo.

Dessa forma, com o auxílio da massoterapia, a partir do relaxamento, é melhorada a saúde do paciente de maneira geral.

Contudo, como mostra na revista científica da FAEMA, as técnicas terapêuticas já promovem esse último benefício sozinhas.

Através delas, tem-se a diminuição das tensões musculares, alívio de dores, aumento do aporte sanguíneo e linfático- que aumenta a circulação de oxigênio, absorção de nutrientes, renovação das células de defesa e a eliminação de excessos metabólicos.

Quando aplicada no contexto de segurança e saúde no trabalho, o profissional irá avaliar questões como a ergonomia, ansiedade e doenças ocupacionais que existem ou podem ser desenvolvidas e a partir dai aplicar as técnicas qualificadas para a melhoria dos problemas identificados.

Assim, em conjunto com o aumento do bem-estar físico e mental, haverá o aumento da concentração e da produtividade, e a diminuição da rotatividade e de afastamentos por atestado, por exemplo.

O massoterapeuta como agente de transformação na saúde ocupacional

As organizações vêm implementando cada vez mais as terapias alternativas como a massoterapia, o que se mostra uma forma de investimento, extraindo apenas benefícios para todas as partes envolvidas.

Ainda, além de que com a presença deste profissional estar se cumprindo a norma regulamentadora N17 – conhecida como a norma da ergonomia, fiscalizada pelo Ministério do Trabalho – ele pode participar do SIPAT, evento obrigatório de segurança no trabalho.

Portanto, para uma força de trabalho mais saudável e produtiva e uma empresa com mais qualidade e reconhecimento, é imperativo reconhecer a relevância da atuação do massoterapeuta e integrá-la de forma proativa nas estratégias de bem-estar corporativo.

Para saber mais sobre como a saúde ocupacional pode transformar a dinâmica do seu ambiente de trabalho acesse o nosso blog para conteúdos exclusivos e práticos!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Pesquisar

Cultura de segurança, Ergonomia, Saúde do trabalhador
Saúde da mulher no ambiente de trabalho: cuidados necessários para uma jornada produtiva e de bem-estar
Janeiro branco: não deixe o cuidado com a saúde mental passar em branco

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir