como realizar a prevenção de acidentes

Prevenção de acidentes: como garantir a segurança dos trabalhadores

Ainda que a legislação faça muitas exigências quanto à prevenção de acidentes, infelizmente, muitas empresas ainda ousam em descumprir as regras.

No entanto, não podemos esquecer que os acidentes de trabalho podem ocasionar a perda da capacidade para o trabalho, temporária ou permanente, ou até mesmo levar o colaborador ao óbito.

Sem contar que, quando a organização investe na segurança dos trabalhadores, há menos perdas de materiais e a diminuição dos custos. Por isso, é importante que as medidas preventivas sejam, devidamente, implementadas no ambiente de trabalho.

Pensando nisso, no artigo de hoje, o Cipinha trouxe algumas dicas de como realizar a prevenção de acidentes e garantir a segurança dos trabalhadores de forma prática e eficaz. Confira a seguir!

O que é segurança do trabalho?

Segurança do trabalho são várias normas, atividades, medidas e ações com o objetivo de promover a prevenção de acidentes e garantir a segurança dos trabalhadores, ambientes e setores de trabalho.

Além do mais, essa segurança precisa existir na empresa tanto para proteger a integridade física do trabalhador como também na prevenção de doenças ocupacionais e acidentes nas organizações.

Diante disso, é indispensável que todas as empresas conheçam a regulamentação para a prevenção de acidentes. Assim, os funcionários poderão trabalhar em seus respectivos cargos com mais segurança. O que também é importante para incentivar a cultura de saúde e segurança da instituição.

Como fazer a prevenção de acidentes da sua empresa

Logo abaixo, listamos as principais ações de prevenção de acidentes que você pode aderir em sua empresa. Veja a seguir!

Seguir as regulamentações de prevenção de acidentes de trabalho

De acordo com o Artigo 163, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), as empresas que têm mais de 20 funcionários precisam implementar a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).

Além disso, a legislação federal dispõe das demais regulamentações referentes à prevenção de acidentes. Como as Normas Regulamentadoras: NR-05 e NR-07.

Elaborar um manual de política de segurança dos trabalhadores

Para organizar de forma eficaz o trabalho de todos os funcionários, é recomendado elaborar um manual de política de segurança. Este precisa conter regras com o objetivo de implementar as medidas preventivas no ambiente de trabalho e para as atividades profissionais da empresa.

Vale lembrar da importância de se utilizar uma forma de linguagem simples e clara, para que todas consigam assimilar da melhor maneira todas as informações do manual.

Criar uma Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)

A CIPA possui como objetivo assegurar e promover aos trabalhadores uma segurança de vida e de trabalho. Essa comissão almeja identificar os riscos ocupacionais para que as medidas de prevenção sejam construídas conforme a necessidade da empresa.

Além de abrir o diálogo entre funcionários e seus supervisores para estimular a motivação, engajamento e produtividade dos colaboradores em suas atividades profissionais.

Devemos destacar que, ao formar a equipe da CIPA, a empresa deve fornecer o treinamento a todos os membros para que seja gerado um ambiente formidável e eficaz em pró da segurança dos trabalhadores.

Verificar se as regras estão sendo colocadas em prática

Lembre-se de verificar se todas as regras de segurança do trabalho estão sendo, devidamente, colocadas em prática. Para isso, é importante investir em treinamentos e campanhas de conscientização para os colaboradores em relação ao uso correto dos EPIs.

Condicionar e atualizar seus funcionários

Nos dias atuais, existem constantes atualizações referente às normas e equipamentos tecnológicos utilizados para fornecer a saúde e segurança dos trabalhadores.

Portanto, a empresa deve montar um planejamento para manter os funcionários atualizados e condicionados quanto às novas medidas preventivas estabelecidas. Afinal de contas, novos riscos podem surgir, o que pode demandar de procedimentos de prevenção mais atualizados.

Utilizar equipamentos de proteção individual (EPI)

Por fim, para cada cargo e função exercida, existem vários tipos específicos de EPIs. Com isso, é importante identificar quais são os mais adequados para cada colaborador.

Sendo assim, é fundamental manter a empresa atualizada com os equipamentos mais modernos e seguros encontrados no ramo da segurança do trabalho.

Conclusão

Como visto, a segurança do trabalho é um assunto que precisa ser discutido constantemente, para que todos os funcionários assimilem a necessidade de ser colocada em prática.

Além disso, a empresa deve estar sempre atenta às exigências das regulamentações e as novidades do mercado.

Então, gostou desse artigo? Explore nosso blog para continuar por dentro de todos os assuntos referente a saúde e segurança dos seus funcionários!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Pesquisar

, ,
CIPA: o que é e porquê sua empresa precisa estar de acordo
Acidente de trabalho: motivos para praticar a prevenção

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir