treinamentos de segurança do trabalho

Quais são os principais treinamentos de segurança do trabalho?

Engana-se quem pensa que o maior patrimônio de uma empresa são as máquinas ou a estrutura física que ela possui. O bem mais preciso para um negócio são os talentos adquiridos. Sem eles, seria impossível alcançar qualquer meta.

Por isso, investir na qualidade de vida, bem-estar e saúde dos colaboradores é essencial. E o retorno fica evidente na produtividade e melhores resultados para empresa.

Nesse sentido, existem alguns tipos de treinamentos que ajudam a garantir a segurança, prevenindo riscos à saúde do bem mais valioso de sua empresa: seus funcionários.

Se interessou? Para te ajudar a cuidar bem do seu negócio, trouxe os principais tipos de treinamentos de segurança do trabalho. Acompanhe a leitura!

  • NR 5 – CIPA
  • NR 1 – Disposições gerais
  • NR 6 – EPIs
  • NR 10 – Eletricidade
  • NR 35 – Trabalhos em altura

NR 5 – CIPA

A Comissão Interna de Prevenção a Acidentes (CIPA ) tem o objetivo de prevenir doenças e acidentes que possam ser causados no trabalho.

A comissão também tem como papel estabelecer a conscientização entre funcionários e gestores, provendo bem-estar e produtividade.

Os membros eleitos para integrar a CIPA devem contar com um treinamento específico, da NR 5 (norma que trata da comissão), para maior conscientização sobre acidentes e diminuição de doenças ocupacionais.

O treinamento possui validade de um ano e deve ser refeito sempre que for eleita uma nova gestão.

Todas as empresas precisam da CIPA ou, no mínimo, de um colaborador para cumprir as funções da comissão. Por isso, esse é um dos principais treinamentos de segurança do trabalho.

NR 1 – Disposições gerais

A NR 1 apresenta, basicamente, os riscos existentes no trabalho a todos os colaboradores.

Também promove o estímulo da implementação de medidas preventivas por toda equipe. Nesse caso, o treinamento não possui validade.

NR 6 – EPIs

Esse treinamento trata da capacitação dos funcionares sobre o uso adequado dos Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs).

O treinamento aborda a importância da utilização dos EPIs no dia a dia, a forma adequada de utiliza-los e como devem ser usados priorizando a conservação. Para esse treinamento, também não há validade.

NR 10 – Eletricidade

Na lista dos principais treinamentos de segurança do trabalho, o de eletricidade ganha destaque por se tratar de um risco presente em todas as empresas.

Ele é direcionado, sobretudo, para negócios que possuam atividades ligadas à eletricidade, como serviços elétricos e instalações.

O objetivo principal é abordar os riscos existentes nesse tipo de atividade, principais medidas preventivas e postura do profissional para preservar sua própria saúde.

NR 35 – Trabalhos em altura

No treinamento para trabalhos em altura, trata-se as principais habilidades que o profissional precisa ter para realizar serviços em locais elevados, com segurança.

O curso apresenta os riscos e as medidas preventivas, necessárias para a realização de qualquer atividade que seja feita a mais de dois metros de altura.

Embora esse seja um curso essencial para todos os tipos de empresa que façam atividades em altura, um dos segmentos que mais o utiliza é o da construção civil.

Assim, trouxe para você os principais treinamentos de segurança do trabalho, que têm o intuito de prevenir acidentes e melhorar a saúde e segurança dos colaboradores.

Esses treinamentos e outros, que também são fundamentais, você encontra no Pacote de Treinamentos Editáveis Kit Sr. SMS.

Nele, você encontrará os treinamentos exigidos normativamente, a qualquer momento, podendo adaptá-los a necessidade de sua empresa de maneira simples e com o valor acessível. Garanta o seu!

Espero que você tenha aproveitado todas as informações deste artigo! Não se esqueça de assinar meu newsletter antes de ir embora!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!



    , , ,
    Post anterior
    Gestão de Segurança do Trabalho: 7 dicas para realiza-la com qualidade
    Próximo post
    Riscos de acidentes: vale a pena dar mais atenção aos recém-contratados?

    Posts relacionados

    Deixe um comentário, juntos aprendemos mais!

    Menu