O que faz o Técnico de Segurança do Trabalho

Técnico de Segurança do Trabalho: a atuação do profissional nas organizações

CIPA, Segurança do trabalho

O Técnico de Segurança do Trabalho é um profissional que busca melhorar as condições de trabalho dos colaboradores e evitar a ocorrência de acidentes e doenças do trabalho. Entre as principais áreas de atuação desse profissional estão: construção civil, indústria, aeroportos, hospitais, instituições de ensino, etc. Para saber mais sobre essa profissão tão importante nas empresas, continue a leitura!

O que faz o Técnico de Segurança do Trabalho?

O Técnico em Segurança do Trabalho é encarregado de identificar os riscos presentes no ambiente laboral e propor medidas para contê-los. Assim, esse profissional garante a saúde e integridade física dos trabalhadores por meio da prevenção de acidentes.

Entre as principais funções do Técnico em Segurança do Trabalho estão: identificar os riscos e propor soluções para sua minimização e neutralização; promover programas de prevenção de acidentes do trabalho e de doenças ocupacionais; verificar se as normas de segurança estão sendo seguidas; treinar os colaboradores para realizar as atividades com segurança.

Conforme a Norma Regulamentadora n°4 é dever da empresa formar uma equipe que contenha engenheiros e técnicos de segurança do trabalho. Essa norma também esclarece que a quantidade de profissionais adequados vai depender tanto do número de colaboradores como do nível de risco dos trabalhos realizados. Assim, caso uma empresa tenha atividades de alto risco, ela deverá contratar mais de um Técnico de Segurança do Trabalho.

Quais são os campos de atuação?

Com a obrigatoriedade da contratação do profissional de Segurança do Trabalho nas empresas, eles passaram a atuar nas mais diferentes instituições e setores. Entre eles estão:

Construção Civil

Um dos campos que exige a atuação de um técnico de segurança é a construção civil. Isso porque é comum a ocorrência de acidentes nos canteiros de obras seja pela falta de recursos de segurança seja pela ausência de fiscalização nos serviços. Assim, o profissional de segurança do trabalho é fundamental para garantir que as normas de segurança estão seguidas e assim evitar a ocorrência de acidentes.

Indústria

Outro setor que exige a atuação de um profissional de segurança do trabalho é a indústria. É comum, por exemplo, que as indústrias apresentem máquinas que podem ocasionar graves acidentes quando operadas de forma incorreta. Nesse caso, cabe ao técnico de segurança treinar os operadores das máquinas para manipulá-las de forma adequada e verificar se elas estão dentro dos padrões estabelecidos pela legislação.

Hospitais

O hospital é um ambiente que está sujeito a muitos riscos biológicos e químicos, e por isso requer muito cuidado no manuseio dos produtos e de instrumentos. Para evitar a ocorrência de acidentes, cabe ao técnico de segurança orientar os profissionais sobre a importância de seguir as diretrizes estabelecidas pela Norma Regulamentadora n°32, que diz respeito à segurança dos trabalhadores na área de saúde.

Agropecuária

Um dos setores que mais tem sido requisitado a atuação de profissionais de segurança do trabalho é a agropecuária. Isso porque os trabalhadores estão constantemente expostos a produtos químicos e diferentes máquinas de plantação e colheita. Assim, é fundamental que o técnico de segurança atue orientando sobre a maneira adequada de operar as máquinas e os equipamentos de segurança necessários para manusear os produtos químicos.

Mineração

Por fim, outro setor que o profissional de segurança pode atuar é na mineração. Essa atividade envolve riscos como a exposição a ruídos, poeiras minerais e energia elétrica. Para a evitar a ocorrência de acidentes, o técnico de segurança deve proporcionar treinamentos para uso adequado de máquinas e equipamentos de proteção e fiscalizar se as atividades estão sendo realizadas de acordo com as normas de segurança.

Média Salarial

A média salarial de um Técnico de Segurança do Trabalho pode variar conforme o Estado e o setor de atuação. Um profissional do setor de concessionários e autopeças, como exemplo, pode apresentar um salário maior do que aquele que trabalha no setor petroleiro ou de construção.

Segundo o Guia de Profissões e Salários da Catho, a média salarial do técnico de segurança é de R$ 2.645,47. No Estado de São Paulo, a remuneração pode chegar até R$ 3.485 a depender do setor em que o profissional atua.

Gostou do conteúdo? Então confira mais conteúdos como esse no nosso blog!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

, ,
Análise de acidentes: o que considerar durante a investigação?
NR 10: diferença de trabalhador legalmente habilitado, qualificado, capacitado e autorizado

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu