o que é análise de acidentes e análise de risco

Análise de acidentes: o que considerar durante a investigação?

CIPA, Segurança do trabalho, SIPAT

O acidente de trabalho basicamente é qualquer tipo de acidente ou incidente que aconteça com qualquer funcionário dentro da empresa, por exemplo, cair de uma escada.

Porém, acidente de trajeto também é considerado como acidente de trabalho se o funcionário de fato estiver em rota de trabalho/ casa e vice-versa. Além disso, também existe o acidente de trabalho em quesito doença, que no caso são doenças que foram causadas pela função exercida na empresa.

Neste texto, o Cipinha traz mais algumas informações muito importantes sobre acidentes de trabalho e o que consideram durante a investigação do acidente. Siga a leitura para entender mais!

O que se caracteriza como acidente de trabalho?

De acordo com os incisos do artigo 20 da Lei nº 8.213/91:

  • Doença profissional, assim entendida a produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade e constante da relação elaborada pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social.
  • Doença do trabalho, assim entendida a adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente.

E o que não é caracterizado como acidente de trabalho são:

  • A doença degenerativa;
  • A inerente ao grupo etário;
  • A que não produza incapacidade laborativa;
  • A doença endêmica adquirida por habitante de região em que ela se desenvolva salvo comprovação de que é resultante de exposição ou contato direto determinado pela natureza do trabalho.

Fatores que podem causar acidentes de trabalho

Diversos motivos podem levar a um acidente de trabalho, então separamos alguns mais comuns para você conferir. Os acidentes durante análise serão observados os fatores humanos, ambientais e materiais, como:

  • Riscos desencadeados por um bom tempo, o que gerou condições perigosas e insalubres para o colaborador;
  • Critérios de saúde exercidos pelo funcionário e pela empresa;
  • Maus hábitos referentes a proteção de riscos, como o não uso de EPI’s;
  • Não conhecer os riscos de cada função que exercerá;
  • Excesso de autoconfiança e irresponsabilidade;
  • Pressa e pressão para produzir;
  • Imediatismo e falta de treinamento;

O que é análise de risco?

É uma análise técnica direcionada às condições de segurança do ambiente de trabalho, e tem o objetivo de identificar os riscos e eliminá-los de alguma forma, ou pelo menos reduzir a chances de acontecimentos.

Dessa forma, é imprescindível que aconteça a análise de risco, é uma ferramenta essencial na segurança do trabalho. Além disso, com os resultados adquiridos será definido algumas medidas de prevenção que deverão ser aplicadas por todos dentro do ambiente empresarial.

Tipos de análise de risco

  • Quantitativa: na qual faz uma abordagem para medir as condições que oferecem riscos no ambiente.
  • Qualitativa: essa análise considera as percepções e circunstâncias dos possíveis riscos no local avaliado.

Como funciona a análise de risco?

É uma análise realizada por etapas e a legislação não tem nenhuma especificação quanto ao perfil do profissional que fará a análise. Embora seja importante que essa pessoa conheça bem todos os processos que envolvem a análise, além dos equipamentos e previsões legais necessárias para a execução da atividade que são:

Identificar os riscos

Esse é o primeiro passo para a análise e será considerado a atividade praticada no setor e as características que é e como deve ser esse ambiente de trabalho. É indispensável a participação dos colaboradores, pois eles irão conduzir pelo local em avaliação das possibilidades de acidentes.

Analisar os riscos

Após saber todos os riscos e quais os colaboradores envolvidos, será necessário analisar as situações e o risco encontrado. Além disso, também será considerado as probabilidades de acontecimentos e históricos pertinentes, além da intensidade do acontecimento.

Definir as medidas de prevenção

Com as informações obtidas você já poderá definir quais ações serão necessárias para prevenir os acidentes nos ambientes analisados. É comum que cada situação exija uma medida diferente da outra.

Formalizar as documentações

As etapas do processo devem ser todas registradas e documentadas, além de precisar que formalize as análises feitas, pois os dados obtidos e registrados serão usados na revisão.

Controlar e revisar

O controle é basicamente gerir as medidas preventivas implementadas. Assim, após esses acompanhamentos você conseguirá identificar o que precisa aprimorar para executar algo mais eficiente.

O que são analisados?

Após saber como é feito o processo de análise de risco, é importante saber alguns aspectos que são analisados nesse processo. Veja abaixo:

  • Processo de produção e desenvolvimento;
  • Equipamento e produtos utilizados;
  • Variações no ambiente de trabalho, por exemplo, ventilação, iluminação, sinalização, entre outros;
  • Colaboradores em situação de risco;
  • Período de trabalho adotado pelo colaborador e estipulado pela empresa;
  • Legislação aplicada em determinada situação de risco identificada.

Assim, a análise contribui para que sejam implementadas medidas efetivas de prevenção para reduzir os acidentes.

Quais os objetivos da análise de acidente de trabalho?

  • Prevenir o acontecimento de acidentes do trabalho;
  • Identificar os fatores de acidentes, nas quais podem ter levado ao acontecimento, principalmente referente a lesão em relação aos aspectos de gerenciamento do sistema;
  • Investigar as condições de trabalho e origens das mudanças executadas, além de analisar os empecilhos existentes no caminho de uma prevenção efetiva;
  • Avaliar os fatores gerenciais de riscos após o acontecimento de algum acidente, ou seja, se estão sendo realmente executadas as medidas preventivas para que não ocorram outros acidentes.

Em casos de acidentes, a investigação deve ser imediata pelos profissionais responsáveis, e que todos estejam devidamente equipados e com materiais para investigação e registro.

O método de investigação será determinado de acordo com o nível do acidente, pois em situações em que o foi acontecido por desrespeito à legislação e regras básicas de segurança, o processo de investigação será mais “fácil” de conduzir.

Já em situações mais complexas e resultantes de diversos fatores, o método para investigar deverá ser capaz de conduzir a investigação desde o princípio até o fim.

Quem deve ser entrevistado durante a investigação?

Para que se obtenha as informações completas sobre o acidente de trabalho, a entrevista deverá abordar diversos trabalhadores e setores, entre eles:

  • O acidentado;
  • As testemunhas do ocorrido;
  • Colegas de trabalho;
  • Gestores e líderes;
  • Membros da CIPA e SESMT;
  • Os outros (possíveis) acidentados que tenham sofrido o mesmo acidente ou semelhante.

As investigações (análise de acidentes) devem ser feitas com muito cuidado e atenção, pois assim é possível identificar todos os limites que podem ter sido ultrapassados. Inclusive, isso pode acontecer em grandes empresas e que, com frequência, ocorre algo relacionado à segurança, na qual o trabalhador precisa executar alguma tarefa, pois o desenvolvimento da atividade depende disso.

Então, é muito importante que colete todas as informações e dados da análise de acidentes, registrando o máximo de detalhes, pois o relatório será utilizado para revisão e principalmente para solução e aplicação de medidas de proteção e prevenção.

Para mais informações sobre segurança do trabalho e/ou análise de acidentes, você pode encontrar em nosso blog, o qual tem diversos conteúdos para promover conscientização sobre os assuntos de SST, além de dar direcionamentos para um ambiente mais seguro para todos!

Clique aqui agora mesmo para conferir!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

, ,
Ruído ocupacional: entenda porque ele é um risco ao trabalhador
Técnico de Segurança do Trabalho: a atuação do profissional nas organizações

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu