Técnico em Segurança do Trabalho

Técnico em Segurança do Trabalho: quais atividades do profissional no dia a dia?

A saúde e segurança nas atividades de trabalho devem ser a base fundamental no funcionamento de uma empresa. Isso porque, de nada adianta o investimento em máquinas e equipamentos de última geração sem o principal recurso: o fator humano.

É através da equipe que uma empresa consegue obter os resultados almejados. Mas, para que o trabalho seja de sucesso, a saúde deve estar sempre alinhada à rotina.

Essa preocupação faz todo sentido no cenário atual. Só para exemplificar, trouxe uma pesquisa do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), o qual afirma que o número de acidentes de trabalho notificados cresceu cerca de 40% em 2020, saindo de 94.353 em 2019 para 132.623 no ano passado.

Isso mostra a necessidade alarmante de ações que busquem mitigar os riscos de acidentes nesses ambientes. Uma delas, é a contratação de um profissional especializado no assunto, como o Técnico de Segurança do Trabalho.

Pensando nisso, abordei, nesse conteúdo, quais são as atividades do dia a dia desse profissional, qual a sua importância e como as empresas alcançam um ambiente mais seguro com um Técnico em Segurança do Trabalho. Acompanhe os tópicos:

  • Quais as atribuições do Técnico de Segurança do Trabalho?
  • Perfil esperado desse profissional
  • Como se tornar um bom Técnico de Segurança do Trabalho

Quais as atribuições do Técnico de Segurança do Trabalho?

De acordo com a Portaria nº 3.275 de 21 de setembro de 1989, do Ministério do Trabalho, podemos atribuir ao Técnico de Segurança do Trabalho as seguintes funções:

– Informar e propor soluções ao empregador, sobre os riscos existentes;

– Deixar os funcionários alertas sobre dos riscos no ambiente e das medidas que estão sendo tomadas;

– Analisar a rotina de trabalho e levantar os riscos de doenças ocupacionais ou acidentes, bem como agentes ambientais agressivos;

– Executar procedimentos de segurança e higiene, acompanhar o resultado e adequar estratégias de prevenção;

– Promover ações e eventos, com o intuito de educar a equipe, para evitar acidentes e doenças ocupacionais;

– Organizar os períodos de reforma ou construções, com medidas de segurança e higiene, cuidando para que todos sigam corretamente;

– Encaminhar para todos os setores as análises, normas e qualquer dado referente ao desenvolvimento dos trabalhadores;

– Inspecionar e solicitar equipamentos de segurança e proteção a incêndio;

– Orientar parceiros contratados da empresa sobre os procedimentos de segurança seguidos;

– Garantir que a empresa zele pelo meio ambiente, principalmente nos destinos de resíduos;

– Fazer levantamento estatístico dos casos de acidentes;

– Relacionar-se com o setor de Recursos Humanos, com análises sobre procedimentos para segurança e bem-estar dos funcionários;

– Informar a equipe sobre as atividades perigosas da empresa;

– Avaliar condições ambientais de trabalho e emitir parecer sobre o planejamento técnico do trabalho, de maneira segura;

– Manter contato com órgãos ligados à prevenção de acidentes e doenças do trabalho;

– Participar de eventos de atualização e aperfeiçoamento profissional.

Perfil esperado desse profissional

Como mostrei no tópico anterior, são diversas as funções do dia a dia de um profissional de segurança do trabalho. Todas essas atividades contribuem de forma direta e indireta na saúde de toda equipe.

Por isso, espera-se que o profissional dessa área tenha um bom preparo para exercer as atividades, que seja uma pessoa dedicada a buscar conhecimentos e aplicar soluções, descobertas através de um olhar analítico do ambiente.

Como se tornar um bom Técnico de Segurança do Trabalho

Para ser um profissional da segurança do trabalho é fundamental conhecer e praticar as atribuições da rotina. Por isso, o ideal é a busca de cursos que aliem a teoria e a prática.

Além disso, trabalhar nessa área exige um perfil comunicador e de boas relações interpessoais, já que o Técnico de Segurança do Trabalho será o principal propagador das ações de prevenção e segurança na empresa.

Por fim, se esqueça da necessidade de atualização constante nessa área, visto que sempre surgem novos métodos de segurança e atualizações nas normas regulamentadoras.

Agora que você já conhece as atribuições dessa área, continue acompanhando os assuntos relacionados no meu blog. Estou esperando por você!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!



    , , ,
    Curso Técnico Segurança do Trabalho: vale a pena o investimento?
    Palestras SIPAT: temas importantes para a realização do evento

    Posts relacionados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Preencha esse campo
    Preencha esse campo
    Digite um endereço de e-mail válido.
    Você precisa concordar com os termos para prosseguir

    Menu